in ,

Brasil é o penúltimo em ranking internacional de investimento em Educação

Pillar Pedreira/Agência Senado/ Reprodução

Brasil é o penúltimo em ranking internacional de investimento em Educação, com US$ 3.066, anualmente, por aluno.

O relatório Panorama da Educação de 2014 da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a ser apresentado nesta terça-feira em Paris, mostra que o investimento do Brasil no setor continua muito aquém do ideal. Segundo os dados coletados pela organização, o país é o penúltimo entre 35 pesquisados em relação a investimento por aluno nos ensinos fundamental, médio e superior.

De acordo com o estudo, o gasto médio anual brasileiro por estudante é de US$ 3.066 em 2011, só superando os US$ 625 da Indonésia. Os valores nacionais são inferiores aos de países de renda similar, como Turquia (US$ 3.240), México (US$ 3.286) e Hungria (US$ 5.410) e muito distantes de nações como Suíça (U$ 16.090) e Estados Unidos (US$ 15.345).

Ensino superior recebe investimento maior

Segundo os dados da OCDE, há uma enorme discrepância no investimento por aluno quando se comparam os ensinos fundamental e superior brasileiros. Este último tem quatro vezes mais recursos que o outro, isso por que são incluídas despesas com pesquisa e extensão universitária.

Ponto positivo: houve crescimento de 50%

A OCDE não destacou, entretanto, apenas números negativos para o Brasil. Entre 2005 e 2011, por exemplo, houve aumento de cerca de 10% no gasto por aluno em 23 dos 34 países. Mas, no Brasil, assim como no Chile, Polônia e Eslováquia, o crescimento foi superior a 50%.

 

O que você achou?

Escrito por BitNews

Eliana revela primeira foto de filha recém-nascida

Bermuda não pode! Peça de roupa elimina jogador de campeonato de Xadrez