in ,

Cirurgia retira tumor de casal de peixes-palhaço

Arquivo pessoal/ reprodução

Cirurgias duraram 15 minutos e foram consideradas de sucesso

Uma cirurgia delicada mobilizou veterinários para retirar um tumor na boca de um casal de peixes-palhaço, a espécie que ficou famosa no mundo todo por causa do longa de animação “Procurando Nemo”, da Pixar, de 2003.

As cirurgias duraram 15 minutos cada e foram consideradas de sucesso, segundo os veterinários que participaram do procedimento feito em uma clínica em São Paulo, no dia 20 de janeiro.

Um dos integrantes da equipe é o anestesista William Petroni Leal, de Sorocaba (SP). Ele explica que a anestesia foi aplicada na musculatura do peixe com o uso de uma seringa. Já o anestésico geral local foi inserido nas brânquias do casal. No dia da cirurgia, a fêmea pesava 9,5 gramas e o macho 3,9. Ele já estava há uma semana sem se alimentar.

De acordo com o cirurgião-veterinário Alessandro Bijjeni, os dois peixinhos apresentavam excesso de uma “massa” não identificada no interior da boca. Bijjeni suspeita que seja um odontoma, considerado um erro embrionário, que pode ser causado por bactérias, vírus ou algum tipo de trauma no local.

Procedimento não é comum em clínicas

O cirurgião afirma que o caso não é raro, mas o anestesista afirma que este tipo de cirurgia, que custa aproximadamente R$ 1,5 mil cada, não é tão comum de ser feito na clínica. Tanto que esta foi a primeira vez que o procedimento foi feito no local.

“Às vezes, os donos até procuram alguma ajuda, mas, pela falta de profissionais que façam este tipo de cirurgia, desistem”, comenta William Leal.

A cirurgia

Durante a cirurgia, os peixes ficaram com uma sonda que levava água para dentro do organismo e os mantinham oxigenados. Após o procedimento, o casal ficou em observação por dois dias em um “aquário-hospital”, com água controlada e observação clínica. Eles devem voltar para a casa nos próximos dias. O material retirado do casal foi enviado a um laboratório para análise.

“O tumor estava crescendo há certo tempo e eles estavam com muitas dificuldades para se alimentar”, diz o cirurgião.

O casal de peixes-palhaço pertence a um criadouro particular de São José dos Campos (SP). “Levar os peixes ao veterinário é normal”, afirma Luciano Tadashi, dono dos peixes. Ele diz que há um ano percebeu o crescimento do tumor.

“A partir do momento que alguém se propõe a cuidar de um animal, precisa cuidar de verdade”, diz o dono do casal de peixes-palhaço.

Após acidente, Jovem fica preso em carro com corpos por três dias

Traficantes sequestram agentes de saúde para aplicarem vacina contra a febre amarela em comunidade