in

Pais tentam curar autismo com água sanitária no Reino Unido

Seis famílias estão sendo acusadas pela Justiça de dar alvejante para seus filhos com autismo

Seis famílias do Reino Unido foram acusadas no dia 07/02 de darem água sanitária para seus filhos com autismo tomarem. Todos foram interrogados pela polícia local. A ideia surgiu por meio de um grupo no Facebook cujo mentor é Danny Glass, um conhecido “guru” inglês, que afirma que a ingestão do produto pode ajudar a “remover os parasitas que causam o autismo”.

A chamada Solução Miracle Mineral, é, na verdade, um coquetel de clorito de sódio e ácido cítrico, que juntos formam o dióxido de cloro, geralmente usado como um cloro industrial. A substância pode causar diarreia, vômitos e desidratação.

Segundo o Estadão, o produto está sendo vendido em diferentes sites por 30 euros (cerca de R$ 120), e segundo fontes da publicação, pais criaram um grupo no Facebook para trocarem dicas sobre como usá-lo. No grupo, a quem recomende a ingestão do produto por até 16 vezes ao dia.

Autismo tem cura?

Sendo um transtorno que afeta o sistema nervoso, não uma doença, não há nenhuma comprovação científica de que o autismo pode ser curado. A ingestão de produtos que prometem a cura da condição não é legalizada e nem encorajada por nenhum órgão de saúde.

O alcance e a gravidade dos sintomas do autismo podem variar amplamente. Os sintomas mais comuns incluem dificuldade de comunicação, dificuldade com interações sociais, interesses obsessivos e comportamentos repetitivos.
O reconhecimento precoce, assim como as terapias comportamentais, educacionais e familiares podem reduzir os sintomas, além de oferecer um pilar de apoio ao desenvolvimento e à aprendizagem.

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 100 milhões

Youtuber baleada no litoral do Paraná tem morte cerebral confirmada – Jovem tinha 14 anos